Postagens

O Resgate de Arduin

Samira, Everdur, Aeron e Azalin invadem o beco da guilda na tentativa de realizar um ousado resgate. O grupo enfrenta diversos ladrões e acabam se deparando com seres estranhos de aparência ofídica. Azalin reconhece os seres como membros de uma raça perigosa chamada Yuan-ti.

Após derrotar os oponentes, o grupo consegue resgatar o grão-sacerdote Arduin e o levar de volta em segurança para o templo de Úkion. Lá eles interrogam um prisioneiro que acaba revelando uma união suspeita entre Sharen, o líder da guilda dos ladrões de Dragórios com os misteriosos e perigosos cultistas Yuan-ti.

Samira encontra um item mágico na casa utilizada pela guilda e Azalin reconhece o artefato como o item que seu mentor na Universidade Arcana o encarregou de encontrar e identificar. O jovem mago descobre que se trata de um item utilizado para armazenar energias vitais e também para realizar comunicação à longas distancias.

Arduin decide que há um grande perigo contra o orfanato do templo de Úkion e decide …

Um Reino de Mentiras - A Busca de Arduin

Um paladino asimar de uma terra distante chamado Aeron foi até Dragórios seguindo os rastros de uma seita maligna que venera um Deus esquecido e perigoso. Seus caminhos se cruzaram com os de Arduin Alvaluz, um temido e respeitado grão-sacerdote de Úkion que, aparentemente, também estava em busca dos cultistas e portava um peculiar cajado com o formato do símbolo sagrado de Seth, o Deus da Traição. O grão-sacerdote invade de maneira imprudente uma região perigosa conhecida como o Beco da Guilda e o paladino o acompanha, apesar das objeções do clérigo.

Uma elfa vigilante e misteriosa chamada Samira seguia os rastros de uma seita que estava sacrificando crianças em rituais malignos em Dragórios quando presencia uma emboscada contra seu velho amigo Arduin e Aeron no Beco da Guilda. O paladino consegue escapar da emboscada com a ajuda da misteriosa elfa, mas Arduin não tem a mesma sorte e acaba sendo subjugado em combate por um misterioso e poderoso guerreiro com uma aparência ofídica.

Pa…

A Saga do Inverno - Prólogo

Quando este inverno começou ninguém se importou. Pelo menos, não mais do que as pessoas sensatas se importam com o começo de qualquer inverno. Este inverno, entretanto, foi diferente de todos os demais e nunca houve registro de um evento assim em Eroth.
O inverno da morte. É assim que muitos o chamam. Ele chegou há quase cem anos e nunca mais nos abandonou. Eu vi Reis e nobres congelaram até os ossos dentro de seus poderosos e ricos castelos. Eu vi ouro se tornar gelo, assim como as pedras das muralhas. Tudo ruiu, tamanho o frio e longevidade do inverno. Cidades inteiras desapareceram e os corpos congelados não precisam de túmulos ou rituais de cremação. Até hoje, suas faces estão conservadas da maneira que eram quando morreram, imunes ao tempo e à deterioração.

Eu nasci e cresci neste inverno, assim como todas as outras pessoas que conheço.

Meu avô contava histórias sobre os dias de verão, de primavera e de outono. Dias de árvores verdes, calor e abundância. Para ele, aqueles dias eram …

O Retorno de Drakor - Fortinária e a batalha de Kadir

Bado Escudo de Carvalho entrou pelo salão do trono ainda trajando seu equipamento de batalha. Estava sujo, ofegante e suas vestes estavam cobertas de sangue, terra e mais sangue. Ajoelhou-se quando se aproximou do Dunkar.

_ Senhor, venho trazer-lhe o relatório da batalha nos campos de Kadir. Conseguimos vencer e o cerco foi finalmente desfeito. Tivemos muitas baixas mas foram menos do que esperávamos.

O Dunkar esboçou um sorriso e pareceu satisfeito com as palavras de seu Capitão-chefe.

_ É uma boa notícia meu bom amigo. Finalmente poderemos retomar as terras que nos pertencem... - Subitamente interrompeu a fala com uma crise de tosse que durou alguns segundos. Bado pode perceber a fragilidade de seu líder e se entristeceu por isso.

_ Senhor, devemos a vitória ao comandante dos humanos. Acho justo conceder-lhe o mérito que lhe é merecido. Nossos homens estiveram a ponto de debandar frente a um maciço ataque liderado por um demônio gigantesco. Mas Leriniel quando percebeu o movimento a…

O Retorno de Drakor - Decisões de Alarish

O Drow ainda tinha as roupas sujas com o sangue de seu mestre. Cortara a garganta de Gkhalë com um punhal sem pestanejar quando seus captores libertaram ambos, mas seu mestre estava com as mãos atadas. Foi um ato covarde mas necessário para sobreviver depois de ter entregado tão preciosa informação aos inimigos. Agora eles sabiam sobre o ponto fraco de Astúrion, o necromante demoníaco, o cego que tudo via, o usurpador de toda a vida.

Alarish fitou a bifurcação com a mente confusa e cheia de dúvidas:

_ Se seguir para o leste retorno para Arcänia, para junto de meus irmãos e para a vassalagem ao necromante e punição por ter levado os inimigos até a porta secreta. Se seguir para oeste enfrentarei um mundo de homens querendo a minha cabeça empalada numa estaca, enfrentarei a desconfiança e a ira dos anões também. - O Drow pensava consigo mesmo. parado no meio do tortuoso caminho pelo qual tinham guiado o grupo de inimigos até uma entrada secreta da cidade necrópole.

_ Os humanos e aliados…

O Retorno de Drakor - Em busca de Asturion e conversas no acampamento

O grupo de heróis seguiu o rastro de Asturion para tentar encontrar a filactéria de Drakor, mas acabou descobrindo que o necromante não estava no local onde a emboscada foi realizada. Um aprendiz do inimigo fora capturado e revelou o verdadeiro paradeiro de seu mestre.

Asturion pretende realizar um ritual utilizando a energia das árvores da Vida do vale de Arlin para criar uma defesa mágica poderosa e impedir qualquer um de ter acesso a filactéria de Drakor. Felizmente seus planos foram frustrados quando o grupo impediu seu aprendiz de destruir a última das árvores.

Agora o grupo parte em direção ao centro da grande necrópole construída pelo inimigo. Uma jornada árdua e perigosa, sendo guiados pelo seu prisioneiro.

Enquanto isso, Leriniel acampava próximo a um templo abandonado, ao sul de Fortinária liderando um grupo de aproximadamente 300 homens. Encontrava-se próximo à uma fogueira, extendendo os braços afim de aquecer, pelo menos um pouco, o corpo exausto e castigado pelo frio e …

O Retorno de Drakor - Prólogo para os personagens

Drakien e Drakor destruiram-se em Dragórios, levando consigo grande parte da cidade, mas o poder de Drakor não se extinguiu por completo.

Devido a sua nova condição de Dracolich, o retorno do grande rei Dragão é apenas uma questão de tempo e sem seu poderoso irmão para detê-lo, nada poderá impedir suas ambições de conquista e vingança contra os Deuses e o mundo.

Um grupo de bravos heróis conseguiu encontrar um ultimo fragmento da mente de Drakien, desesperadamente tentando guiar os povos livres de Esdra em sua nova luta contra Drakor. Drakien enviou o grupo para o plano dos Eladrins, onde eles ajudaram Eleldar a combater as hordas invasoras comandadas por generais leais ao grande Dragão Rei corrompido.

Durante as guerras feéricas, muita coisa aconteceu...

Aeris descobriu ser neta de Eleldar e atual herdeira de Silëndar e Ar-Finël. Descobriu-se que seu pai Fienel, irmão mais novo de Alarin, lutou bravamente ao lado de sua esposa Lenarë durante as invasões planares demoníacas. Mas no final…